SAIBA COMO ACELERAR O SEU PEDIDO DE APOSENTADORIA

Quem vai se aposentar pelo INSS pode fazer o pedido sem sair de casa, pelo telefone 135 ou pelo site Meu INSS. No entanto, a falta de familiaridade com a internet pode acarretar no envio incorreto de informações para o instituto e, consequente, atraso na liberação do benefício.

Antes de iniciar o processo, use o site do INSS para conferir as exigências do benefício e simular qual será o valor da renda mensal. Neste momento é possível perceber se algum período não está sendo calculado pelo instituto.

Os segurados que esperam pelo benefício no INSS não perdem o dinheiro, já que, quando a renda é liberada, o instituto paga os atrasados desde a data em que o pedido foi feito Rivaldo Gomes/Folhapress

De acordo com Anderson Willian Gonçalves Borges, chefe da divisão de gestão de benefícios do INSS em São Paulo, identificando o que falta, o segurado pode resolver essa pendência e evitar ser convocado posteriormente para o cumprimento de exigências.

Durante o requerimento, o segurado deve prestar muita atenção ao questionário feito pelo site, pois ele vai direcionar para o envio da documentação necessária para comprovar o direito.

“Se responde que ‘sim’ à pergunta sobre o período de trabalho para órgão público, vai sair do processamento automático, porque vai precisar de documento”, exemplifica Borges.

Enviar documentos com rasuras ou ilegíveis também inviabiliza a análise correta do pedido pelos técnicos do INSS. Confira ao lado os requisitos para a digitalização.

Feito o pedido, o segurado deve acompanhar o andamento da análise pelo Meu INSS. “Quem pede pelo 135 também pode acompanhar pelo site e saber tem alguma exigência para cumprir”, orienta Borges.

Concessão do benefício | Aumente as suas chances
Desde 2018, o segurado pode solicitar sua aposentadoria pelo site do INSS, além do telefone 135
O acesso é pelo link www.gov.br/meuinss
A documentação necessária para comprovar o direito ao benefício deve ser anexada no site
Falhas no envio podem acarretar na demora da concessão ou até mesmo no indeferimento do pedido

Evite os erros mais comuns

1. Confira seu cadastro de contribuições

Antes de solicitar o benefício, verifique pelo site MEU INSS se cumpre as exigências
O extrato de contribuições (Cnis) é o documento mais importante da aposentadoria
Com base nele, o INSS calcula o tempo de contribuição e o valor do benefício
Analise seu Cnis com muita atenção

Compare cada salário com os seus holerites e pagamentos mês a mês
O extrato das contribuições também informa se há alguma pendência
Se houver, será preciso procurar a empresa, obter documentos complementares e pedir a correção
2. Separe todos os documentos

Reúna tudo o que tiver de sua vida profissional:

Carteiras de trabalho
Certificado de reservista, no caso dos homens
Certificado de tempo de contribuição, para quem foi funcionário público
Carnês de pagamento, para quem foi contribuinte individual
Extratos do Fundo de Garantia
Holerites
Contratos de início e fim do vínculo de trabalho
Sentença de ação trabalhista
3. Quando pedir a aposentadoria, responda às perguntas com precisão

Ao iniciar o agendamento, o sistema vai gerar algumas perguntas
Tenha atenção ao responder a essas questões, pois elas terão efeito no processo de aposentadoria
Uma pergunta respondida de forma errada pode levar o sistema a desconsiderar um período contributivo, por exemplo
5. Como anexar os documentos

Depois de responder a todas as perguntas, o segurado terá a opção de enviar arquivos ao INSS
Para todas questões respondidas positivamente, é importante mandar o documento que comprove o seu direito
Portanto, se disse que foi servidor público, encaminhe a certidão do órgão em que trabalhava
Basta tirar uma foto, anexar e enviar ao órgão
Padrão exigido

Salve o aquivo como: Nome e Sobrenome_CPF_TIPO DO DOCUMENTO.pdf

Todos documentos devem estar em formato de arquivo .pdf
O documento tem que estar legível e sem rasuras
Anexe os documentos respeitando a sequência pedida no site Meu INSS
O tamanho de cada arquivo não poderá exceder 5 MB e a soma de todos os arquivos deverá respeitar o limite de 30 MB
Acima deste limite, será preciso agendar atendimento na agência para entregar a documentação
Qualidade da digitalização:

Resolução 150 dpi
Colorido e 24 bits
Posição de leitura: vertical

Processo trabalhista
Para não correr o risco de deixar de apresentar alguma informação importante ao INSS, anexe todo o processo

Entenda os prazos

De janeiro de 2018 a outubro de 2019, o INSS do estado de São Paulo já concedeu 290 mil aposentadorias automáticas
Não há, porém, como garantir que isso vá acontecer
O INSS iniciou um mutirão para tentar acelerar a liberação de aposentadorias, mas o pedido pode levar mais tempo do que o esperado
Há estados no país onde a análise chega a demorar nove meses
Se houver falha ou falta da entrega de alguma documentação, o INSS vai pedir a apresentação de documentos complementares
Neste caso, o segurado tem até 75 dias para apresentar documentos solicitados ou seu processo será extinto, sem análise do instituto e sem possibilidade de recurso

 

Fontes: INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), instrução normativa 102, de 14 de agosto de 2019 e jornal Agora SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *